Como cuidar das patas do meu Cão?

26 Março 2021

As unhas, as almofadas das patas (ou coxins) e os ergôs (“quinto dedo”) têm uma variedade de funções essenciais para o bem-estar do seu melhor amigo e, por esse mesmo motivo, é importante verificar a saúde das suas patinhas com regularidade.

Cada parte da pata corresponde a determinadas funções:

  • Unhas – servem como mecanismo de defesa e/ou ataque;
  • Almofadas – funcionam como amortecedores, suportando o peso do animal, permitem a sua mobilidade em vários tipos de solo e aderem ao chão, de modo a evitar que o cão escorregue;
  • Ergôs – o “quinto dedo” dos patudos permite que estes agarrem alimentos ou qualquer objeto de forma mais eficaz.

Após conhecer melhor as funções das patas do seu cão, é importante compreender a forma mais adequada de as tratar.

Relativamente às unhas, estas devem ser cortadas com frequência, principalmente se o seu patudo não conseguir desgastá-las durante os seus passeios no exterior. Se observar que as unhas estão cumpridas ou que se ouvem a tocar no chão enquanto caminham, são dois sinais que indicam que está na altura de as cortar. Unhas com comprimentos desaconselhados provocam desconforto ao seu melhor amigo e podem originar alterações de locomoção, assim como feridas graves, caso penetrem na pele.

As patas são envolvidas por pelo e se este fica muito comprido prejudica a locomoção do cão, uma vez que estas deixam de aderir ao solo de forma eficaz, podendo provocar acidentes que afetem a sua saúde. A existência de muito pelo nesta zona facilita também o crescimento de microrganismos que podem originar infeções graves na região. Assim sendo, é essencial cortar regularmente o pelo das patas, aumentando o bem-estar do seu melhor amigo.

Em relação às almofadas (ou coxins) é necessário ter em atenção o seu estado de hidratação. Este aspeto é bastante relevante, uma vez que uma má hidratação pode originar feridas que provocam dores bastante desagradáveis ao seu patudo. Também é essencial tocar e sentir se estas estão demasiado ásperas. Se for o caso, significa que o seu cão precisa de um tratamento hidratante, de maneira a evitar que o estado das almofadas piore.

Para além disto, existem duas situações durante os passeios que devem ser consideradas regras de ouro para que o seu melhor amigo desfrute de forma segura do seu tempo no exterior. A primeira está relacionada com a temperatura do solo. Em dias quentes de verão, aconselhamos que passeie o seu cão durante a manhã e ao final do dia, evitando as horas de maior calor, uma vez que o chão pode provocar queimaduras graves nas suas patas.

A segunda situação foca-se na atenção que deve ter nos vários objetos perigosos que podem estar no caminho que o seu patudo percorre, como pedaços de vidros ou outros objetos cortantes. Se quiser proteger as patas do seu cão de situações como as que foram referidas, recomendamos o uso dos Sapatos Protetores Outdoor.

Para que o seu cão mantenha as suas patas sempre bonitas e as suas unhas aparadas, aconselhamos a fazer a marcação para uma visita aos nossos Centros de Banhos e Tosquias Pet Stylist ou, de forma a não o expor a uma situação possivelmente stressante, sugerimos a utilização da Tesoura para corte de unhas da marca Flamingo. Recomendamos que o corte do pelo entre as almofadas seja feito com profissionais da área, uma vez que é uma zona difícil de cortar.

Em situações como feridas, queimaduras ou falta de hidratação nas almofadas, sugerimos a marcação de uma visita aos nossos Centros Veterinários, de forma a melhorar a saúde das patinhas do seu melhor amigo, com a ajuda de profissionais competentes.

Catarina Ribeiro - Auxiliar Veterinária

Tutora da Kiara e Angie