Como lavar os dentes ao seu cão ou gato?

25 Março 2019

Uma escovagem cuidada e regular previne o tártaro (e todas as doenças que daí advém), melhora o hálito e pode inclusive ajudar a estreitar a relação entre o animal e o seu proprietário (sobretudo nos cães, por ajudar a reforçar a liderança do tutor).

Aqui ficam algumas dicas para que o momento de lavar os dentes não seja uma tortura nem para si nem para o seu melhor amigo:

- Apostar na escovagem uma vez por dia – uma escovagem diária garante a remoção da placa bacteriana e facilita a criação de uma rotina; preferencialmente escolha uma hora do dia em que o animal esteja habitualmente calmo e relaxado;

- Selecione a escova mais adequada – o tamanho da escova deve adequar-se à boca do animal para que o processo não seja desconfortável; para gatos e cães pequenos, as escovas de dedo são uma opção acertada, para cães maiores as escovas com cabo são geralmente mais úteis por terem maior alcance; no caso dos gatos, deixe o animal brincar com a escova e mordiscá-la para que se habitue ao novo objeto;

- Utilize exclusivamente uma pasta dentífrica para animais – as pastas de dentes comumente utilizadas pelos humanos não são adequadas para cães e gatos e podem provocar intoxicações com consequências graves; deixe o animal cheirar e lamber a pasta dentífrica antes de iniciar a escovagem para se habituar ao sabor; depois da utilização de uma pasta dentífrica específica para cães e gatos não é necessário enxaguar;

- Comece de forma suave e gradual, de forma a manter o seu amigo tranquilo e confortável com a experiência - primeiro habitue o animal à manipulação da boca, depois introduza a escova e só mais tarde a pasta dentífrica; escove durante cerca de 2 minutos, comece com um número reduzido de dentes, escovando apenas o lado exterior e aumente gradualmente até cobrir a totalidade de dentes, escovando interna e externamente; acaricie o animal, fale com ele durante o processo e no final premeie-o com uma guloseima que reforce o efeito de limpeza dentária;

- Seja delicado na escovagem - escove os dentes da forma minuciosa como escovaria os seus mas de forma mais suave, em movimentos circulares e sem exercer tanta pressão;

- O médico-veterinário é um aliado - se tiver dúvidas ou se as gengivas sangrarem, a escovagem for dolorosa, observar massas ou úlceras na cavidade oral ou houver tártaro que não consegue remover, agende uma consulta para avaliação clínica e aconselhamento sobre como combater o problema;

- Complementos à escovagem – se o animal não permitir a escovagem ou como complemento podem usar-se produtos em gel ou spray, alimentos específicos ou ainda produtos que impeçam a acumulação de tártaro e melhorem o hálito e que se adicionam à água da bebida;

- Não desista e leve o seu tempo – habituar um animal a escovar os dentes é um processo que exige calma e paciência, foque-se nos benefícios a longo prazo e seja persistente;