Conheça os 5 cuidados a ter com o seu animal de estimação na Primavera

7 Abril 2022

A primavera chegou e, com ela, chegou a altura de sair de casa e embarcar à aventura! No entanto, esta altura do ano também traz alguns perigos aos quais devemos prestar atenção.

Os dias ficam maiores e mais quentes, e como tal, os longos passeios pela natureza e as atividades ao ar livre são mais frequentes.

Descubra quais os principais perigos com a nossa ajuda:

  • Alergias - Trata-se da estação das flores, como tal, existe um aumento do pólen e alérgenos. Quer o seu animal seja indoor ou outdoor acaba por sofrer. As alergias podem ser cutâneas (sendo estas a grande maioria) ou respiratórias, podem ser tratadas com medicação oral e/ou tratamentos tópicos. Se o seu animal coça excessivamente, ou espirra com bastante frequência é importante ser visto por um médico veterinário;
  • Praganas - São pequenas espigas, finas e pontiagudas. Estas desprendem-se das plantas gramíneas e acabam por ficar presas no pelo, nariz ou ouvidos dos animais, podendo causar abcessos e infeções. Isto ocorre com mais frequência em zonas verdes, como parques e campos. É, por isso, importante verificar, após cada passeio, se o animal não possui nenhuma pragana, especialmente animais de pelo comprido;
  • Parasitas - Esta é a época alta dos parasitas, pulgas, carraças e mosquitos. Para evitar que os nossos patudos sofram com a presença deles, é importante que estejam protegidos através de Desparasitantes externos e internos, assim como é essencial uma maior supervisão dos donos no que toca ao pelo e pele dos animais de estimação;
  • Leishmaniose - É uma doença endêmica no nosso país, causada por um parasita denominado Leishmania Infantum, sendo transmitido pela picada de um flebótomo. Esta doença não tem cura, contudo pode ser prevenida através da vacinação e desparasitação externa regular, sendo aconselhado que se faça o uso das duas alternativas em conjunto, para uma proteção maior;
  • Dermatites e Otites - Para além das dermatites e otites alérgicas ou das dermatites devido a parasitas externos, existe um aumento das infeções de pele devido ao aumento de banhos. Idealmente, um cão saudável só deve tomar banho 1 vez por mês, sempre com champô próprio. Se der banho ao seu animal é importante enxugá-lo muito bem e secar com o secador. Se o seu animal é adepto de banhos no mar é importante secá-lo bem e dar banho ao chegar a casa para remover o sal do corpo. A limpeza dos ouvidos deve ser feita regularmente e mais frequente durante a altura de maior calor.

Em caso de dúvidas ou existência de sintomas relacionados com os perigos para a saúde indicados anteriormente, consulte um dos Centros Veterinários Ornimundo.

Pode encontrar artigos relacionados com cada tema aqui.

Drª Salomé Araújo

Médica Veterinária Ornimundo