Porque devo colocar o microchip no meu cão?

18 Maio 2017

Todos os anos, milhares de animais desaparecem de suas casas. Ao mínimo descuido – uma porta ou janela entreabertas – o seu animal pode abandonar o lar à procura de novas aventuras (Ex: fêmeas em cio, machos na época de acasalamento, desorientação). Por outro lado, o roubo é cada vez mais frequente e o destino final é muitas vezes a revenda. Em inúmeras situações a identificação electrónica tem feito com que os donos encontrem os seus animais. Assume especial relevância alertar os nossos clientes para este facto, uma vez que acompanhamos de perto o sofrimento dos nossos clientes com a perda dos seus animais de estimação.

 

 O que é a Identificação electrónica?

A identificação electrónica é o único método capaz de fazer uma identificação correcta. É aplicável à maioria das espécies como cães, gatos, aves, répteis e animais exóticos. Esta identificação é feita através da aplicação de um microchip.

O que é e como funciona o microchip?

O microchip é uma pequena cápsula electrónica do tamanho de um grão de arroz que possui um código de barras individual, único e permanente.

É colocado na face lateral esquerda do pescoço e apenas pode ser lido por um leitor de microchip.

Os dados do proprietário e do animal ficam armazenados numa base de dados (SIRA e/ou SICAFE). Sempre que um animal portador de microchip é encontrado, através destas duas bases de dados consegue-se entrar em contacto com o proprietário do animal.

 

Centro Veterinário Ornimundo Norteshopping

Contacto: 932119508